Buenos Aires 2002

 



9julio.jpg

amir.jpg

amir2.jpg

amirlake.jpg

amirmaurp.jpg

Novembro de 2002. A Argentina está quebrada e nenhum taxista se mostrou otimista com a situação econômica. "Todos los políticos son corruptos y ninguno se salva!". Mas a cidade segue chubiduba. Ironia foi iniciar a leitura de No Logo, depois de tirar a foto dos luminosos da 9 de Julio.

Coisas para pensar: O golpe militar de 1976 "desapareceu" com aproximadamente 30 mil "ativistas". Isso equivaleria, no Brasil, à morte de mais de 180 mil pessoas. Boa parte delas jovens estudantes, líderes e afins. Leve-se em conta que ainda não foram encontrados todos os corpos e nem mesmo julgados a maioria dos crimes, portanto muitas cicatrizes ainda estão abertas, qual é o custo disso para uma sociedade que hoje precisa de idéias e soluções?

Depois vieram os anos de Menem e a abertura dos mercados. Basta falar com qualquer argentino ajuizado e ele lhe dirá com o próprio bolso o preço que a sociedade está pagando pela maluquice da paridade com o dólar. Mais algumas palavras e os casos de corrupção começam a apreccer. Well....ninguém foi julgado pelas falcatruas e nas ruas de Buenos Aires já aparecem cartazes conclamando a votar em Menem em 2003. "Vota en el que sabe". ?!?!?

Enquanto isso, a garotada prefere tomar o rumo do aeroporto.

out2002